COMPARTILHAR

 Com dois novos dispositivos, o Moto G5 e Moto G5 Plus, a Lenovo atualizou a sua família Moto G trazendo novas características e funcionalidades a linha mais querida do Brasil. Como principal destaque dos novos aparelhos é a inclusão da biométria em todos os dispositivos da família e um novo design, agora contando com um corpo em metal.
O Moto G5


O Moto G5 chega ao mercado com uma tela de 5″ Full HD IPS LCD, Processador Qualcomm Snapdragon 430 Octa core de 1,4GHz, 2GB de memória RAM, Memória interna de 32GB com suporte a expansão via Cartão MicroSD,Câmera traseira de 13MP com flash e câmera Frontal de 8MP, bateria de 2800Mah e Android 7.0 Nougat. Em sua parte frontal encontramos seu sensor biométrico, que além de desbloquear o dispositivo tem suporte a gestos, como por exemplo abrir a tela de aplicativos recentes com apenas um “swipe”. Sua bateria também é destacável sendo um atrativo a várias pessoas.
O Moto G5 Plus


 O Moto G5 Plus chega com mudanças significativas em relação ao Moto G5. Trazendo um processador, câmera e corpo melhorados.

Sua tela é uma IPS LCD de 5,2″ Full HD, Processador Qualcomm Snapdragon 625 Octa core com 2,0 GHz, também 2GB de RAM e armazenado o interno de 32GB expansível via cartão MicroSD e tambem trás NFC. Sua câmera traseira se destaca, com 12MP e uma abertura de f/1.7 o que é muito bom para fotos com pouca luz e também tem um duplo Flash de LED, sua câmera frontal é de 5MP. Sua bateria tem a capacidade de 3000 mAh. O aparelho já chega com a versão 7.0 Nougat do Android.

Como destaques, o Moto G5 Plus trás um sensor biométrico frontal com capacidade de reconhecer gestos, assim como o Moto G5, e acesso a TV digital, recurso que ainda é muito valorizado no Brasil.

Preço

 O valor de lançamento do Moto G5 é de R$999, é o Moto G5 Plus R$1499. Os valores ficaram um pouco acima dá média, principalmente o do Moto G5 Plus, hoje é possível encontrar dispositivos com configurações melhores pelo mesmo preço ou menos, como por exemplo o ZenFone 3. 

 Os novos lançamentos trouxeram uma boa evolução a linha trazendo características que precisam estar cada dia mais no bolso de seus usuários, como por exemplo a biometria. Entretanto o uso de apenas 2 GB de RAM nos novos Moto acaba criando um efeito inverso a ele, e também complicando mais a escolha do usuário em comprar um novo aparelho.

COMPARTILHAR