COMPARTILHAR

​No início do ano passado a Xiaomi apresentou o Mi 5 um poderoso flagship que tinha a missão de bater de frente com o Galaxy S7, iPhone 6S e outros tops de linha da época. Com seu design belo e minimalista, um grande poder de fogo sob sua carcaça e um preço baixo diante a sua concorrência. O dispositivo agradou vários críticos e em pouco tempo já era um objeto de desejo para muitos fãs de tecnologia.

Já no final do ano passado, em setembro, a Xiaomi lançou uma atualização melhorada do modelo, trazendo não somente o belíssimo design de seu antecessor como também o que há de melhor em termos de processamento. seu maior destaque vai para a tecnologia Qualcomm sense ID que usa o ultrassom para realizar a leitura de digitais. Mas será que o Mi 5S é tudo isso mesmo?

DESIGN

Seu corpo metálico mede 14.5 x 7.05 cm e conta com uma espessura de 8.25mm seu peso é de 145 gramas, um milimetro a mais que seu antecessor e 16 gramas mais pesado também. Na traseira do Mi 5S é possível ver a Câmera no canto superior esquerdo, o flash ao seu lado e um microfone de redução de ruídos localizado em uma das linhas de antena, logo abaixo é possível ver a logo da Xiaomi. Na parte de baixo é possível ver a entrada USB Type-C, dois parafusos, uma saída de som mono e o microfone príncipal. Na parte superior é possível ver apenas a saída para fones de ouvido de 3,5mm, diferente do Mi5, o Mi 5S não conta com o sensor infravermelho. em sua lateral direita há os botões de volume e de força já do lado esquerdo há gaveta para dois chips nanoSIM.  Indo para a parte prática, o dispositivo é muito confortável, sua curvatura localizada na parte posterior do aparelho garante uma pegada muito segura e agradável. E diferente de smartphones como Galaxy S7, Moto Z e iPhone 7, não existe protuberância na câmera pois ela fica nivelada ao dispositivo.

TELA

A tela do Mi 5S é uma IPS LCD Full HD de 5.15″ de 428ppi. Mesmo sendo uma tela IPS o seu contraste é bom e seu brilho é bem alto, um detalhe as vezes esquecido é o brilho mínimo que no Mi 5S é bem baixo sendo bastante confortável para uso durante a noite. A xiaomi disponibiliza em seu sistema alguns modos para melhorar ainda mais o uso da tela do dispositivo deixando ela o mais próximo do gosto do usuário. Outra característica interessante é a presença de um sensor que detecta a pressão exercida sobre a tela, algo semelhante ao 3D touch ( é tão parecido que o nome do recurso no aparelho também é 3d touch), infelizmente o recurso só funciona com atalhos na tela inicial e somente com alguns aplicativos da MIUI.
SENSOR BIOMÉTRICO ULTRASSÔNICO

A Xiaomi foi a primeira empresa do mundo a usar em um smartphone a tecnologia Qualcomm Sensei ID. Essa tecnologia utiliza sons ultrassônicos para realizar a leitura biométrica e permitir o acesso ao uso do aparelho e habilitar o pagamento de contas em serviços bancários, essa tecnologia têm vantagens como: Esconder o sensor debaixo dá tela do smartphone ou abaixo do vidro como no Mi 5S e usar o sensor com os dedos molhados ou sujos de poeira, por exemplo. Na realidade o sensor funciona muito parecido com os sensores encontrados em outros aparelhos, sendo algumas vezes mais lentos para fazer a leitura da digital. Um outro detalhe é quanto a leitura com dedos molhados ou sujos de poeira, algumas vezes o sensor faz a leitura mas na maioria das vezes não lê e para que consiga ler o dedo precisa estar úmido e não muito molhado. Com o dedo empoeirado também é difícil desbloquear o aparelho com a digital, sendo necessário limpar o dedo antes, algumas vezes ele consegue realizar a leitura, mas como eu disse, são só algumas vezes.

PERFORMANCE 

O Mi 5S conta com dois modelos um de 3GB de RAM e 64GB de armazenamento e outro com 4GB de RAM e 128GB de armazenamento, o modelo testado foi o com 4GB de RAM. Além disso, ambos os modelos usam um processador Qualcomm Snapdragon 821 Quad Core de 2.15Ghz. O smartphone consegue demostrar todo esse poder no dia a dia, até mesmo nas tarefas mais simples, como por exemplo abertura de Apps. Infelizmente o aparelho. Nos no teste de benchmark ele se saiu como esperado, com uma pontuação acima de 100 mil pontos no Antutu Já no geekbench, confesso que me esperava mais, sua pontuação foi de 1497 no single-core e de 3411 no multi-core.

CÂMERA

A câmera do Mi 5S é muito boa e consegue provar que é uma câmera de um flagship. Com seus 12MP ela é fiel durante o dia e não é perceptível granulação em partes mais assombradas, suas cores são muito fiéis as reais, seu foco é rápido mas já teve momentos dela não consegui seguir de forma nenhuma focar em uma cena que eu queria muito capturar. Durante a noite começam os problemas começa a perca de detalhes e as famosas granulações, mesmo assim está câmera acima de outras câmeras que também têm uma abertura f/2.0. A câmera não consegue fotos obter magníficas mas também não é ruim, está mais para o aceitável, levando em consideração seu valor na faixa dos  R$1500. Sua câmera frontal é de 4MP e bastante competente sendo muito boa para amantes de selfies e de redes social, mesmo tendo um tamanho menor de foto em relação a seus concorrentes. 

BATERIA

O meu (Dasaev) uso de bateria varia entre alto e médio, tem momentos em que eu utilizo tudo que o aparelho pode oferecer, e tem momentos em que o aparelho ficou ocioso, com esse perfil de uso eu tive cerca de 10 a 12 horas de uso. Mas é claro que se o seu uso for intenso a bateria durará menos.
CONCLUSÃO

O Mi 5S cumpriu boa parte de suas promessas, sendo um ótimo smartphone para aqueles que precisam ter um aparelho de qualidade e desempenho mas ao mesmo tempo não pode pagar muito. Eu recomendo também para aqueles que querem um smartphone top de linha, pois seus erros e acertos também podem ser comparados aos tops de linha atuais, como por exemplo o ZenFone 3 Deluxe, Galaxy S7 e Moto Z. 
E você também tem um Mi 5S? compartilhe conosco como foi sua experiência. 

 
 

COMPARTILHAR